Os mais de 30 mil acessos ao www.reformaeconstrucaodacasa.blogspot.com maximizam o foco na excelência pela informação jornalística de qualidade. Ao optarmos pelo segmento editorial assumimos compromissos como ferramenta imprescindível no empreendedorismo do setor. Dar suporte através de uma comunicação precisa, verídica e direta é responsabilidade e metas desta publicação online. Além dos significativos acessos, opiniões, sugestões ou críticas serão bem-vindas no aperfeiçoamento e consolidação dos objetivos proposto. Sua participação vai estampar a página desta revista como forma de reconhecimento e admiração pelo seu direito de expressão. Comentários através do reformaeconstrucaodacasa@gmail.com

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Rumos do setor da construção na pauta em Brasília.

Um balanço das vendas, investimentos e criação de empregos foi a pauta da reunião do Grupo de Avanço da Competitividade (GAC), realizada em Brasília, nesta quarta-feira (08), com representantes da indústria de materiais de construção. Durante o encontro, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), Walter Cover,  apontou importantes questões do setor, entre elas os encargos no custo da mão de obra. “Pedimos que o PIS/COFINS não incida sobre os custos trabalhistas e que a desoneração da folha contemple outros setores ainda carentes. Também alertamos da dificuldade nos contratos de mão de obra terceirizada que anda afetando o setor”, comentou ele.

Walter Cover expôs as atuais dificuldades no mercado, e no caso da Abramat, nos segmentos imobiliários e da infraestrutura, para os quais, as vendas em 2013 estão inferiores às de 2012. “Manifestamos a necessidade de um novo ciclo de medidas e aceleração nas medidas relacionadas à infraestrutura e construção civil, pois, sem isso, dificilmente obteremos o crescimento esperado no ano”.

Questões como a Resolução 13, que trata a Guerra dos Portos, a necessidade de redução no custo do gás (que afeta importantes setores como cerâmica e vidros) e de uma nova prorrogação da desoneração do IPI para itens ainda não contemplados também foram pleitos da Abramat discutidos na reunião.

Estiveram presentes na reunião o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, o Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho e representantes de outras entidades.
Fonte: Abramat

Nenhum comentário:

Postar um comentário