Os mais de 30 mil acessos ao www.reformaeconstrucaodacasa.blogspot.com maximizam o foco na excelência pela informação jornalística de qualidade. Ao optarmos pelo segmento editorial assumimos compromissos como ferramenta imprescindível no empreendedorismo do setor. Dar suporte através de uma comunicação precisa, verídica e direta é responsabilidade e metas desta publicação online. Além dos significativos acessos, opiniões, sugestões ou críticas serão bem-vindas no aperfeiçoamento e consolidação dos objetivos proposto. Sua participação vai estampar a página desta revista como forma de reconhecimento e admiração pelo seu direito de expressão. Comentários através do reformaeconstrucaodacasa@gmail.com

domingo, 25 de maio de 2014

Indústria reduz previsão de vendas do ano para 3%.

Dados da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) apontaram queda de 2% nas vendas do setor de janeiro a abril comparado ao mesmo período 2013. Somente em abril, o estudo registrou queda de 9,1% nas vendas e, em março, o índice atingiu 4,4%, fazendo com que a entidade revesse a previsão, antes estimada em 4,5% o fechamento para 2014, para 3,0% na comercialização de produtos do segmento.

Os números do estudo da Abramat destacaram ainda que os empregos na indústria tiveram um crescimento de 6,7% em relação a abril de 2013. Já em relação ao mês anterior o crescimento foi de 1,0%.

Para o presidente da Abramat, Walter Cover, "0 ano começou bem, com crescimento em janeiro e fevereiro, mas as vendas da maioria dos materiais, em março e abril, caíram fortemente". Segundo ele, os segmentos de varejo, imobiliário e infraestrutura apresentaram resultados abaixo do esperado. "Os produtos de acabamento sofreram menos. Ainda há tempo para uma recuperação, mas torna-se mais difícil atingirmos o crescimento previsto para 2014, de 4,5%.” afirma o presidente. 

Cover também acrescentou que, embora os índices de emprego e renda continuem positivos, o crédito às famílias e as expectativas sobre o futuro da economia continuam preocupando tanto os consumidores como os empresários e com isso as compras e investimentos são postergados. 

Desde a sua fundação, em abril de 2004, a ABRAMAT acompanha e contribui para o crescimento da Construção Civil no país, atuando como interlocutora do setor junto ao Governo e aos demais agentes da cadeia produtiva da construção civil. A entidade conta atualmente com 50 empresas filiadas, que são as líderes na fabricação de materiais de construção dos diversos segmentos. Entre os temas que representam os focos de atuação da entidade estão: a competitividade da indústria, a desoneração fiscal de materiais para construção, a conformidade técnica e fiscal na produção e comercialização dos materiais, a profissionalização da mão-de-obra da construção e a responsabilidade sócio-ambiental dos agentes do setor. Fonte: Abramat

Nenhum comentário:

Postar um comentário