Os mais de 30 mil acessos ao www.reformaeconstrucaodacasa.blogspot.com maximizam o foco na excelência pela informação jornalística de qualidade. Ao optarmos pelo segmento editorial assumimos compromissos como ferramenta imprescindível no empreendedorismo do setor. Dar suporte através de uma comunicação precisa, verídica e direta é responsabilidade e metas desta publicação online. Além dos significativos acessos, opiniões, sugestões ou críticas serão bem-vindas no aperfeiçoamento e consolidação dos objetivos proposto. Sua participação vai estampar a página desta revista como forma de reconhecimento e admiração pelo seu direito de expressão. Comentários através do reformaeconstrucaodacasa@gmail.com

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Os desafios da construção civil no RS.

O Rio Grande do Sul emprega atualmente 154 mil trabalhadores, com carteira assinada, na construção civil, segundo o presidente do SindusconRS, Ricardo Antunes Sessegolo, empossado no cargo, em 14 de outubro, para biênio 2013/2015. Para ele, o desafio maior enfrentado pela indústria do setor é a falta de mão de obra. “É registrado no momento uma carência de cerca de 50 mil profissionais no Estado, e a solução para o resolvermos o problema é a formação e qualificação de mão de obra, através do fortalecimento das escolas técnicas existentes e da abertura de novas instituições”, apontou.

Sessegolo também destacou o crescimento verificado na indústria imobiliária que, em 1999, o Sistema Financeiro da Habitação (SFH), privado, financiou 35 mil moradias e, em 2012, foram financiadas 400 mil unidades. Além disso, o Programa Minha Casa Minha Vida e outros que utilizam recursos do FGTS financiaram mais 500 mil unidades, totalizando, portanto, mais de 900 mil residências apenas no ano passado.

Já Paulo Vanzetto Garcia, que ocupou a presidência do Sinduscon/RS nos últimos quatro anos, considerou que um dos maiores obstáculos enfrentados pelo setor é a sucessão de leis e normas impostas pelos poderes públicos sem uma adequação prévia de sua aplicabilidade à realidade do dia a dia das empresas, travando a continuidade dos negócios.
Fonte:Sinduscors

Nenhum comentário:

Postar um comentário